terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Poema_Piedade Araújo Sol

Poema

norvz austria
quero ver-te,
mesmo que seja ao lusco fusco,
mesmo que seja nas tardes frias,
ou ao nascer do dia
assim, em forma de pássaro
a voar
selvagem e livre
dentro e fora de mim…

© Piedade Araújo Sol 2012-12-12

2 comentários:

  1. Poeta

    grata pela gentileza ...

    boa semana

    saudações poéticas

    :)

    ResponderEliminar
  2. Excelente escolha, Luís!

    A poesia da Poeta Piedade além de excelente expressividade,
    é repleta da singularidade e rica de sentires que evocam
    a emoção na alma com a beleza original inscrita.

    Este poema é de uma beleza única e ecoa na alma!

    Beijos aos dois.

    ResponderEliminar