quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Suzete Breiner_ Meu Canto Profundo

Meu Canto Profundo

O meu canto profundo
Canta um mundo
Quase perfeito,
Quase silencioso.
Um ciclo
Num ritmo
Melodioso,
Às vezes alegre,
Às vezes triste,
No sim,
No não,
Na construção
Fora do padrão
Longe da mesmice,
Muito perto de mim,
Num ponto,
No centro,
Quase invisível,
Quase infinito.

O meu canto profundo
Canta um mundo
Quase pacífico,
Quase feliz.
As palavras transportam
As cores das emoções.
Tudo é dito
Sem o grito,
A liberdade soa 
A verdade nua:
A violência é desnecessária
Enterrada com aprovação.
O meu canto profundo
Pede
Paz
Paz
No mundo,
E em cada coração.


Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

Poema Reeditado.

........


comentário (destacado) do M.V.:

Manuel Veiga20 de dezembro de 2017 13:16

“O meu canto profundo/Canta um mundo
Quase perfeito/Quase silencioso”

Suzete, minha amiga

Poema que requer leitura atenta para lhe captar todas as ressonâncias semânticas. Por mim, detenho-me nesse “quase” que ao longo do poema se desdobra, para salientar que a Poeta assumidamente não requer um “mundo perfeito”, pois se fora perfeito, seria “silencioso” e “estático” em sua autocontemplação silenciosa.

Esse “quase” é o pequeno-nada que introduz o “desequilíbrio” , cuja imperfeição leva a Poeta (não ao “desengano”, à “desistência”, como em M. Sá-Carneiro, p. ex.) mas antes à empenhada busca da “Paz no Mundo e em cada coração”.

Poema de antologia, brilhante Poetisa!

Beijo,
Com os votos de Felizes Festas e que o Ano Novo traga boas novas para o Povo-irmão do Brasil
.........

Su:

deixo-lhe aqui, para ler, o meu comentário que não me foi possível publicar:


"...Num ritmo/Melodioso,/
Às vezes alegre,/Às vezes triste,/
No sim,/No não,/
Na construção/Fora do padrão..."

Minha Amiga, Suzete:

Segui o conselho do n/amigo,M.V. e,
numa leitura introspectiva, encontrei neste "canto", um poema sublime, melodioso (como destaco) e antítese da desistência, da descrença num mundo "quasi" perfeito.
É um grande poema.
Gostaria muito de o ver musicado.
Tem tudo...e apetece cantá-lo.
Se me permite, vou guardá-lo.

Desejo-lhe - e a todos que gostam de si -, as melhores Festas Natalícias, e um Ano Novo Pleno.

Um beijo,  com o coração!

(sensibilizou-me o comentário que me deixou. os meus comentários teem encontrado alguns 'muros'.
vou tentar publicar este, pela via do motor google.)


3 comentários:

  1. Fiquei emocionada, amigo Luís. ..
    Muito, muito obrigada pelo seu
    gesto generoso de amizade! !
    Lamento que não consiga mais comentar
    e não fazia idéia disso e qual é o
    problema técnico, espero que
    resolva este problema.
    Obrigada pelos votos e reforço os
    meus de um abençoado Natal junto com
    a tua família!
    Mais uma vez obrigada!
    Beijo e Abraço de Paz tua bela alma!

    ResponderEliminar
  2. Sim, amigo Luís, assim como tu
    mencionaste o comentário apreciação
    excelente do amigo Poeta Manuel Veiga,
    eu também aproveito a oportunidade de
    agradecer também a este Poeta amigo,
    Manuel Veiga pela generosa e honrosa
    apreciação do meu poema no meu blog.
    Grata aos dois nestes gestos de
    valorização generosa da minha poética! !

    ResponderEliminar